8 de dez de 2008

Stella Mares

Acordei bem cedo pra poder chegar na praia com a maré enchendo e não ficar torrando muito no sol, mas pensei 10 vezes antes de sair de casa, o tempo estava todo nublado e cinza, mas como já tinha acordado cedo e quem tá na chuva é pra se molhar, fui pra praia com aquele pensamento positivo de que o sol ia aparecer e o vento diminuir.
Fui direto pro Catussaba, mas lá estava horrível e resolvi ir pra Stella (no quebra-queixo, lugar batizado por nós onde Diego abriu o queixo) dar uma olhada antes de voltar pra casa frustrado, mas chegando lá me surpreendi, pois as ondas estavam pequenas mas bem divertidas, só tinha que ficar ligado porque o mar estava parecendo um campo minado cheio de caravelas (aquela água-viva roxa e rosa), mas nenhuma me queimou. Já podia ir embora feliz e foi só entrar no carro pra voltar que começou a cair o maior toró. Vai algumas fotos:

Rider: André Ferrero
Fotos: Luciana Hide